Casei. E agora?

Olá, casais!

O Blog ganhou uma nova colunista. Agora, a cada quinze dias teremos por aqui uma área especial para falar sobre a vida a dois.

O assunto pode parecer estranho à primeira vista. Mas, tenho visto muitos casamentos acaberem ainda no primeiro ano. O Impacto da vida a dois é muito forte e muitas vezes não é fácil de lidar com as expectativas e frustrações advindas delas no dia a dia. Por isso convidei a Psicologa Clínica, com formação em Terapia sexual, Claudia Santos, para abortar temas referentes a vida após o casamento e ajudar os recém- casados a passar por esta fase que é sim muito gostosa, mas que pode ter alguns percalços no caminho.

Dizer sim muda bastante a rotina de muitas noivas e noivos: vem a preocupação com o vestido e o terno, os padrinhos e as madrinhas, os ensaios fotográficos, a decoração, a cerimonia, a festa, a lua de mel… Mas e depois? Ih, casei! E agora?

foto1

Casar e poder conviver com a pessoa amada é maravilhoso, dividir e compartilhar nosso dia-a-dia, nossas alegrias e angústias, dormir e acordar ao lado de quem você escolheu! Por outro lado, não podemos esquecer que não existe casamento perfeito, que os dissabores vão acontecer e que não será possível cada um ir para sua casa esfriar a cabeça como era na época do namoro.

Não existe manual, fórmula mágica e nem vai aparecer a fada madrinha com a varinha de condão com um feitiço para nos fazer aprender a conviver com nosso parceiro. O namoro nos dá uma ideia de como a pessoa se comporta, do que gosta, como reage a certas situações, porém é a convivência diária, rotina, que vai nos mostrar como se comportar e o que não fazer perante diversos acontecimentos.

O casamento é dividir o mesmo teto com uma pessoa que teve uma aprendizagem, história de vida, experiências e comportamentos diferentes dos nossos, e se não soubermos lidar com tudo isso podemos colocar muita coisa a perder.

foto2

Além das diferenças que existem entre os indivíduos, as nossas expectativas também podem atrapalhar a nossa união. Achar, por exemplo, que tudo será como um conto de fadas e que as brigas nunca vão acontecer é o caminho certo para desgaste e frustração.

foto4

Existem alternativas para que possamos resolver as diversas situações que encontraremos ao longo da nossa caminhada junto aos parceiros, mas isso fica para um próximo post.

Dúvidas e sugestões podem me enviar um e-mail para contato@felizesadois.com.br 

Beijos!

Claudia Santos

Claudia Santos

Graduada em Psicologia pelo Centro Universitário de Brasília - UniCEUB, com formação em Terapia Sexual pela Clínica Integrada de Psicologia e Sexologia - CIPS. Se apaixonou perdidamente pela Psicologia Clínica e atende adultos e casais na Equilibrium Clínica de Psicologia. CRP 01-15472.

Mais posts

Deixe uma resposta