Como escolher o local do casamento?

Olá, casais!

Relendo alguns posts antigos aqui do blog, achei esse tema bem interessante. Em 2013 contei para vocês, quando ainda escrevia em outro blog, sobre a minha escolha do espaço para casar.

Hoje vou dar algumas dicas para vocês e relembrar um pouco dessa minha trajetória até o local ideal.

2

Quando fui pedida em casamento, o noivo muito esperto já anunciou logo o ano, 2014, e eu no auge da emoção, nem me toquei que estávamos em 2011 e que pra 2014 faltava uma vida interia. Mas tudo bem, no dia seguinte, lá estava eu de posse de um calendário analisando a melhor data para casar. Tinha que ser num dia 15, pois é quando comemoramos nosso aniversário de namoro, e como o espertinho já havia escolhido uma data tão longe, eu queria que fosse no início do ano. Só que em janeiro está todo mundo viajando e antes do carnaval ficava complicado porque o ano de fato não começou né?! Então pronto, dia 15/3, num sábado e bem no final de semana seguinte ao carnaval. Após a ressaca de Carnaval, na primeira semana “útil” do ano, PERFEITO!!!

Escolher o tipo do local ideal não foi muito difícil. Analisamos a época do ano em que casaríamos e por se tratar de temporada de chuvas aqui em Brasília, partimos para olhar lugares que comportavam uma cerimônia em local fechado.

_mg_0508

Assim como fiz, gosto de recomendar que antes de ir atrás do lugar para casar, os noivos sentem e conversem sobre o sonho para o grande dia. Se querem casar na igreja ou se preferem fazer a cerimônia e recepção no mesmo local.

Caso optem pela cerimônia religiosa, após escolherem a igreja que irão realizar o tão sonhado casamento, pensem no tempo de locomoção dos seus convidados até o local da recepção. Ou seja, procurem lugares relativamente próximos a igreja escolhida. Isso facilita o translado e o conforto dos seus convidados. Além de causar uma sensação de que todos irão conseguir aproveitar mais tempo de festa.

3

Caso a decisão seja por cerimônia e recepção no mesmo lugar, leve sempre em conta a data que escolheram para casar. Aqui em Brasília temos a sorte de ter as estações bem definidas, seca ou muita chuva, rs!

Sempre vale aquele conselho, se vocês querem aproveitar o lindo pôr do sol que nossa cidade oferece, opte pela temporada de seca. Afinal, o risco de uma chuva forte na hora da sua cerimônia é um estresse que noiva nenhuma deseja passar, não é mesmo?!

Mas se você, assim como eu, sonha com um casamento noturno e não faz questão de uma cerimônia ao ar livre, leve em consideração o local que acolha seus sonhos.

E para ambos os casos, pense sempre nos seus convidados. Se existe uma grande quantidade de convidados vindos de fora, pense na locomoção deles até o local escolhido. Faça de uma forma que seus convidados consigam chegar até sua festa sem se preocupar em como irão voltar dali. Afinal, casamentos normalmente tem muita bebida e a diversão é fundamental.

4

Quando fui atrás do local para casar, eu já tinha um determinado espaço em mente. Já havia ido em alguns casamentos lá e era apaixonada pelo lugar. Mas quando levei meu noivo para conhecer melhor o espaço, meu coração não disparou mais e haviam algumas restrições de horário que me desanimaram muito. Saindo um pouco frustrada de lá, eu e o noivo passamos em frente a outro local e mesmo ele ressaltando que estava fora do nosso orçamento, descemos para conhecer melhor.

Ao entrar lá meu coração disparou, meus olhos encheram de água e pronto, não teve mais jeito. Foi reestruturar o orçamento, tira um pouco daqui e dali e casar naquele lugar que me emocionou à primeira vista.

sem-titulo-422

Tenha calma. Converse com o noivo, dê atenção aos sonhos do casal, quantidade de convidados, estilo de festa e cerimônia e principalmente ao orçamento disponível para o casamento. O local escolhido para a festa é apenas o primeiro passo mas um dos mais importantes para que o casamento seja inesquecível.

Espero que tenham gostado das dicas!

Beijos e bom final de semana.

Raquel Nascimento

Raquel Nascimento

Raquel nasceu em Recife - PE, mas mora em Brasília desde os 15 anos. Se casou aos 30, em março de 2014, e foi nos preparativos para seu casamento que se apaixonou por esse mundo e decidiu nunca mais sair dele. Assim, nasceu o Felizes a Dois.

Mais posts

Deixe uma resposta