Descobri uma traição, e agora?

Bom dia!!

Quando uma traição acontece e é descoberta algumas pessoas acabam por finalizar a relação, outras decidem manter o relacionamento, porém as consequências vão além da decisão de manter ou terminar com o parceiro.

Quais seriam as consequências de uma traição? Além de todo sofrimento podemos citar como exemplo: baixa autoestima, insegurança, culpa, desconfiança exacerbada, sentimento de desvalia, quebra de vínculo e por aí vai. E não é somente a pessoa traída que sofre, o outro também sofre, uma vez que fica com a fama de infiel e para reconquistar a confiança não é um processo fácil, por exemplo.

Muitas vezes algumas pessoas passam por um longo período achando que os próximos relacionamentos vão ser iguais, desacreditam da fidelidade dos outros e acabam por cobrar e pressionar demais os novos parceiros por se sentirem inseguros. Porém devemos lembrar que, ainda que não tenha sido uma experiência agradável, não devemos generalizar! As pessoas não são iguais, os homens não são farinha do mesmo saco e as mulheres não são iguais que mudam apenas de endereço.

“Tá, mas e aí, descobri uma traição e tô só a capa do batman, o que fazer? ”. Acredito que em primeiro lugar devemos ser gentis com a gente mesmo, se você tá triste não finja estar alegre para não dar esse gostinho para o outro… Fingir não vai fazer passar o que você está sentindo, e mais, ninguém precisa mostrar pra ninguém que é forte… Cara, uma traição dói! Aceita, senta, chora, fique triste… Passou? Ótimo, levante e dê a volta por cima, porque também não adianta se fazer de vítima e passar o resto dos dias chorando.

Sair e se distrair é uma excelente pedida, e os amigos estão aí pra isso, além de se divertir você tira o foco da traição, e isso ajuda muito! Não, você não vai esquecer, mas também não vai ficar lembrando e nutrindo os pensamentos negativos a respeito do acontecimento. Se ocupar é importante, então vá fazer coisas que você gosta e que te dê prazer! A pratica regular de exercício físico também é de extrema importância, pois faz com que você se sinta bem com você mesmo, aumenta a autoestima, te deixa mais seguro e confiante, além de estar em contato com outras pessoas!

“Tá, mas e se eu perdoar?”. Bom, se você perdoar tenha em mente que isso deve ficar pra trás, que precisa ser uma página virada, a traição precisar ficar no passado! Vocês precisam ser pacientes um com o outro, não será uma fase fácil, pois vão ter que reconstruir uma nova relação e vão precisar aprender a confiar um no outro! E digo mais, se você resolver perdoar então siga em frente, não vale dizer que está tudo bem e a qualquer situação jogar na cara do outro que ele foi infiel, vamos lembrar que perdoar é uma escolha, você não precisar ficar ou manter o relacionamento, mas se essa for a sua decisão não pode ficar reclamando ou trazendo à tona a traição, se for pra se comportar assim então melhor separar mesmo.

Vale ressaltar que cada um tem seu tempo e seu jeito de lidar com uma traição, porém se você percebe que isso tem se tornado um transtorno e que você não tem conseguido lidar com a situação talvez seja importante procurar ajuda profissional. Por fim, sabemos que lidar com uma traição não é fácil, mas a forma que se encara faz toda a diferença! Afinal, vida que segue e mundo que gira!

Claudia Santos

Claudia Santos

Graduada em Psicologia pelo Centro Universitário de Brasília - UniCEUB, com formação em Terapia Sexual pela Clínica Integrada de Psicologia e Sexologia - CIPS. Se apaixonou perdidamente pela Psicologia Clínica e atende adultos e casais na Equilibrium Clínica de Psicologia. CRP 01-15472.

Mais posts

Deixe uma resposta