Namoro à distância é furada?

Bom diaaaaaa!!

Como foi o Carnaval de vocês? Muita paquera? Aposto que teve aquela pessoa que te encantou e agora vocês estão arrumando estratégias para levar um namoro adiante! “Ah, isso é balela, todo mundo sabe que carnaval é pegação, que não vai pra frente, é coisa do momento!”. Sim, carnaval também é pegação, mas isso não significa que não pode rolar algo mais sério, vocês estão muito descrentes do amor! Atendendo a pedidos, hoje vou falar um pouquinho de relacionamento a distância.

Vocês trocaram olhares, ficaram naquela volta do trio e depois em várias outras voltas, o carnaval acabou, mas vocês querem tentar levar o relacionamento adiante, moram em estados diferentes, cada um tem a sua vida, e o mais importante, estão dispostos a tentar! Acredito que essa seja a maior premissa de um namoro a distância: DISPOSIÇÃO! Não é fácil manter um relacionamento assim, mas se ambos estiverem dispostos tudo pode acontecer, então se questionem: Vocês estão dispostos a levar essa relação à distância? A enfrentar as dificuldades de morar em outro estado que o seu par? Passar por momentos onde a maior vontade era estar juntinho da pessoa? Não ter a presença da pessoa naquelas situações difíceis?

Não existe uma fórmula, um jeito universal para lidar com as várias facetas da vida, cada um de nós vai desenvolver uma forma de encarar as situações pelas quais passamos, e com relacionamentos é igual, vai de acordo com o que cada casal acredita ser interessante. Porém, existem alguns comportamentos que podem ser colocados em prática para auxiliar a solução desavenças, sim, elas vão acontecer independente da distância, como por exemplo, manter um bom diálogo, saber ouvir e valorizar a fala do outro, até porque não é sempre que poderão contar com a presença física um do outro, então conversar é o que mais vai acontecer.

Além de uma boa comunicação, também é importante confiar no outro! Gente, relacionamento a distância é saber confiar, caso contrário ficamos paranoicos, pensando no que o outro está fazendo, com quem está e por aí vai, ou seja, muita pressão e cobrança, o que traz desgaste e sofrimento para a relação e para o indivíduo.

Um relacionamento a distância pode ser saudável sim, isso depende exclusivamente dos indivíduos que fazem parte da relação e não da distância entre uma casa e outra, se ambos estiverem comprometidos e dispostos a enfrentar as dificuldades, que vão aparecer em qualquer tipo de relação, tudo pode ser resolvido. Estejam cientes do que querem e do que estão dispostos a fazer para manter esse relacionamento, lembrem, ninguém é obrigado a nada, mas todas as nossas escolhas terão consequências.

No próximo post vou falar um pouquinho dos prós e contras e mais algumas dicas para quem vai embarcar numa aventura a dois de uma certa distância e para quem já está num relacionamento assim.

Ahhhhhh sim, tô achando vocês muito quietinhos, querem ver algum assunto aqui, mandem um e-mail pra gente 😉

Claudia Santos

Claudia Santos

Graduada em Psicologia pelo Centro Universitário de Brasília - UniCEUB, com formação em Terapia Sexual pela Clínica Integrada de Psicologia e Sexologia - CIPS. Se apaixonou perdidamente pela Psicologia Clínica e atende adultos e casais na Equilibrium Clínica de Psicologia. CRP 01-15472.

Mais posts

Deixe uma resposta